Lívia Ksyvickis – São Caetano do Sul/SP

Juliana Lima – Boa Vista/RR
20/08/2012
Pedro e Estela – Rio de Janeiro/RJ
20/08/2012

Lívia Ksyvickis – São Caetano do Sul/SP

Magno,

Que delícia receber seu e-mail e a ligação de hoje cedo…

Roraima me deixou mal acostumada…

A cada dia que passa a pegada que o Monte Roraima deixou em nós está maior, extrapolando qualquer limite que poderíamos imaginar que tínhamos…

No começo de tudo, a sugestão do Antônio: vamos ao Monte Roraima? Onde já se viu, que loucura, se meter no mato, vocês não tem preparo físico, 6 dias caminhando, comendo mal, dormindo mal, com mosquitos, vai pegar febre amarela (!!!!!), na pior época do ano em que só chove, pra que isso??

Os céus foram se abrindo, conhecemos o Magno, e-mail de cá, de lá, tudo acertado! Mais uma forcinha divina e aparece o Francisco: vamos até à Proa??? Vamos!!! Enlouqueceram de vez: 8 dias caminhando no meio do nada….

Ao chegarmos a Boa Vista a recepção calorosa de Magno e vamos à expedição! Começou…

Prazer Léo – mais que um guia, um super mestre cuca (eu engordei no Monte, não conta pra ninguém, tá? – 2 kg – a comida do Léo é muuuiiitooo boa); alguém que se compromete 100% com o que faz, se é para ser feito, que seja da melhor maneira, ele é uma força da natureza.

Prazer Eduardo – como o Magno bem o definiu: UM URSO. Foi para mim, a minha calma e a força de conseguir. A cada fôlego que parecia que ia faltar ele estava lá: -“Despacito, despacito”, com um enorme sorriso, como se o que ele carregasse não fosse nada, admirando cada detalhe do Monte. Foi assim que consegui, aprendendo com este URSO!

Prazer Francisco – Fonte de inspiração, de calma, de respeito àquele Deus Roraima que surgia à nossa frente. “O Deus que há em mim, saúda o Deus que há em vc”!

Céu aberto, muita caminhada, pura contemplação…

Rios lindos para banhar-se, céu de estrelas para observar antes de dormir, ou um barulhinho de chuva que amanhã deixará os rios ainda mais lindos, paisagens para sonhar. Que imensidão… É só respirar fundo; para onde se olhe, não há limites, o que se tinha o caminho do Monte já te ensinou a perder.

Vale dos Cristais, Lago Gladys, Fosso, a Proa… AH! A Proa… Um presente de Deus, um céu que se abriu em puro espetáculo… Os olhos mal alcançam…

E regressamos…

Que cansaço ao chegar; vamos ao hotel, um banho quente, uma cama, conforto.

Mal dá para se mexer nesse box, que falta faz mergulhar… boiar e admirar algo belíssimo que o Monte tinha para mim, só ser quente já não basta a um banho…

Cama macia, mas que sensação estranha! Tudo se tornou apertado, qual o sentido destas paredes? Se eu fechar os olhos… Lá vou eu, de volta para o meu Monte, agora sim, um sono bom…

As recordações e impressões vem vindo aos poucos, invadindo pensamentos, sensações, o Monte nos conquistou, agora é ele que caminha através de nós, não apenas nos dias que estivemos lá, mas diariamente…

Obrigada Magno e Lena por criarem esta oportunidade, por marcarem nossas vidas. Aonde formos, Roraima estará conosco!

Um abraço carinhoso e até mais!

 

 

 

TRANSLATE THIS SITE NOW »