Guilherme dos Santos – Manaus/AM

Pedro e Estela – Rio de Janeiro/RJ
20/08/2012
Luciano Caminha de Castro – Salvador/BA
20/08/2012

A viagem foi excelente! Fomos atendidos muito bem pelo pessoal de Roraima. Estavam no aeroporto quando desembarcamos. Nos deixaram no hotel já com um mapa da cidade.

No dia seguinte passaram algumas instruções sobre a viagem. Emprestaram sacos plásticos para acomodar as roupas na mochila. Enfim, vários pequenos detalhes que fazem muita diferença.

Com relação ao Monte, foi inesquecível. É um lugar lindo!

Se você ainda não conhece, sugiro inventar alguma desculpa para ir. Precisa de muita disposição (o que não faltou da nossa parte), mas com certeza vale a pena.

Tanto o guia quanto os índios que nos acompanharam foram muito profissionais e demonstraram grande experiência. Até tínhamos algum receio em relação a nossa bagagem, mas eles são todos honestos e solícitos.

Acho que nos enturmamos bem. Eles mesmo falaram que nunca tinham subido com brasileiros, só gringos, que são mais fechados e não conversam tanto.

No retorno, não esperamos mais do que 15 minutos em Santa Helena até chegar o transporte. E depois o Magno novamente nos deixou no aeroporto como combinado e até deu alguns brindes.

Durante a subida, o dia mais difícil foi o segundo. Choveu e ventou muito a noite toda. Entrou água na barraca. Molhou o saco de dormir. Foi difícil pegar no sono aquela noite. Pior ainda foi acordar no outro dia com mais chuva, e subir pelo mato a parede até o topo debaixo d’água.

Mas aí, quando chegamos lá em cima, o Roraima nos deu um presente lindo. Abriu o céu e veio um calor de rachar. Em menos de uma hora secamos tudo no acampamento.

Lá em cima, caminhamos por quase todo o platô. Na volta, era joelho inchado, bolha nos pés, dor nas costas da bagagem… ehehehehehe, mas isso era o que queríamos.

Obrigado pela sua atenção também. Muito sucesso em 2009.

Abraços!

 

 

 

TRANSLATE THIS SITE NOW »